domingo, 19 de fevereiro de 2012

A aviação civil em Angola – 1938 / 2010

Em 1938 é criada a DTA - Divisão dos Transportes Aéreos da Direcção dos Serviços de Portos, Caminhos de Ferro e Transportes de Angola. No entanto, as operações iniciaram-se de facto em 1940, com aviões Dragon Rapide, Klemen e Leopard Moth.


São assim activadas as primeiras linhas regulares entre Luanda-Moçâmedes (hoje Namibe) e Lobito, e os primeiros vôos internacionais Luanda – Ponta Negra.


DRAGON RAPIDE

Em 1948 entram em serviço os primeiros aviões DOUGLAS DC-3

(http://www.douglasdc3.com).


Aeroporto da Mucanca - Sá da Bandeira (Lubango) - Anos 64/65

Quatorze anos mais tarde é adquirido o primeiro avião FOKKER FRIENDSHIP F-27.
 

FOKKER FRIENDSHIP F-27

1973 - A DTA transforma-se em empresa de capital misto com a designação de TAAG – Transportes Aéreos de Angola, S.A.R.L., com capital maioritário do Governo, 30% da TAP e o restante repartido por empresas privadas. Durante esse período a TAAG explora os vôos domésticos e inicia as carreiras regionais para S. Tomé e Windhoek. As rotas Luanda-Lisboa e as ligações a Maputo, Beira e Salibury (hoje Harare) pela TAP.


1975 - Após a proclamação da independência nacional, são iniciadas negociações com a TAP para a participação da TAAG – como companhia aérea de bandeira – nos vôos Luanda-Lisboa. Os primeiros vôos Luanda-Lisboa passaram a ser operados por aviões TAP com a sigla DT das Linhas Aéreas de Angola. Nos vôos Luanda-Lisboa os passageiros começam a ser assistidos por pessoal de cabine da TAAG. São nomeados os primeiros angolanos para a administração da Empresa.

1976 - A 3 de Março com a chegada ao país do primeiro BOEING 737 é iniciada a era do jato em Angola.
  BOEING 737

Em 1977 a TAAG transporta 230.000 passageiros em vôos domésticos, atingindo no ano seguinte os 795.947. Em vôos internacionais o desenvolvimento da companhia passa no mesmo período para 130.838 transportados. Outros dados estatísticos são também esclarecedores: 43.095 toneladas de carga e correio transportadas num ano. As asas da TAAG voam 31.852 horas, percorrendo 18 milhões de quilômetros.
1980 - A 13 de Fevereiro é publicado no Diário da República o Decreto No 15/80 que cria a Empresa Linhas Aéreas de Angola, U.E.E., abreviadamente designada por TAAG. Com aquisição dos novos BOEING 707 inicia-se rápido crescimento da TAAG. As estatísticas são suficientemente elucidativas.


BOEING 707

1986 - A TAAG transporta um milhão de passageiros. A queda brusca dos preços do petróleo e o agravamento da situação político-militar no País exigem da empresa um esforço especial . A paralisação quase absoluta dos transportes rodoviários e ferroviários forçam a TAAG a voar entre as principais cidades com ocupações raramente abaixo dos 100% da oferta. Durante anos, a TAAG foi o único elo de ligação entre as cidades do País, o que bastante orgulha os seus cerca de 5.000 trabalhadores.

1990 - A TAAG transporta 700 mil passageiros e cerca de 60.000 toneladas de carga e correio.

1991 - São criadas duas novas empresas autônomas: A Angola - Air Charter, para vôos charter de carga e passageiros e a Sociedade de Aviação Ligeira, S.A.R.L., para o serviço de táxi-aéreo e de propósito múltiplo, dedicada a vôos especializados de desinfestação, combate a incêndios, etc.

1993 - Aberta a Linha de Harare, Zimbabwe.

1994 - Aberta a Linha de Joanesburgo

1995 - Reabertura da Linha de Lusaka

1997 - A 8 de Julho a TAAG adquire o seu primeiro BOEING 747, a que deu o nome de "Cidade de Kuito", em homenagem ao povo mártir daquela cidade.


BOEING 747


2006 - Em Novembro a TAAG renova a sua frota, adquirindo 6 novos aviões BOEING, dois B777-200ER e outros quatro B737-700NG.


2007 - A 28 de Junho um Boeing 737 da TAAG despenha-se com 78 passageiros a bordo, quando tentava aterrar no aeroporto de Mbanza Congo, confirmam-se 6 vítimas mortais, incluindo o administrador municipal de Mbanza Congo e George Vilanelo, padre católico de origem Italiana. O acidente teve lugar às 13:30 horas (hora local).
A Comissão Europeia inclui a TAAG na "lista negra" de companhias áreas impedidas de voar no espaço aéreo comunitário europeu.
2009 - Inicia-se a rota Luanda-Dubai-Luanda, e a rota Luanda-Guarulhos-Luanda. TAAG regressa ao espaço aéreo da União Europeia. A companhia angolana vai ter 10 voos semanais para Lisboa. Durante os dois anos que esteve na lista negra, a TAAG implementou um processo de moderrnização e adaptação aos padrões de segurança da aviação civil internacional.
2010 - TAAG é autorizada a operar para o todo o espaço aéreo europeu com a sua moderna frota de Boeing 777 e 737.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.