The Widgipedia gallery
requires Adobe Flash
Player 7 or higher.

To view it, click here
to get the latest
Adobe Flash Player.
Get this widget from WidgipediaGet this widget from WidgipediaMore Web & Desktop Widgets @ WidgipediaMore Web & Desktop Widgets @ Widgipedia

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

The Bourne Trilogy

E já estão a produzir o 4º.

Stocks de motos de 125cc esgotados

Nunca se venderam tantos motociclos de 125cc como nas últimas semanas. Os stocks esgotaram e a procura continua. Tudo por causa da nova lei que habilita os titulares de carta automóvel a poder conduzir aqueles veículos.

Desde que a "Lei das 125" foi aprovada na Assembleia da República, no passado mês de Maio, que o interesse por aqueles motociclos vinha crescendo a olhos vistos. Todavia, foi a partir do dia 14, quando a lei efectivamente entrou em vigor, que as vendas dispararam. Nas duas últimas semanas, bateram-se todos os recordes de vendas de 125. Houve ruptura de stocks e já há longas listas de espera para os modelos mais procurados.

"Temos tudo esgotado. Vendi mais 125 nos últimos 15 dias no que nos últimos cinco anos", afirma Abel Pereira, do stand Horizmoto, no Porto. É quase impossível quantificar percentualmente o aumento de vendas porque o mercado das 125 era quase inexistente. "Já que tinham de tirar a carta de mota, as pessoas, normalmente, optavam por um modelo superior, por exemplo, uma 250cc.", explica. Isso também justifica a procura por motas novas. Antes, vendiam-se tão poucas 125 que praticamente não há mercado de usados.

In Jornal de Notícias On Line

domingo, 30 de agosto de 2009

G P Bélgica - F 1

sábado, 29 de agosto de 2009

Country of my skull - 2004

Country of my skull
Um drama criado tendo como pano de fundo os interrogatórios da Comissão da Verdade e Reconciliação da África do Sul, "In My Country" representa os mais altos níveis de intensidade de dor e sofrimento, e revela o resgate do poder do perdão e do amor. Em 1996, o Governo Sul Africano estabeleceu a Comissão da Verdade e Reconciliação (CVR) para investigar os abusos aos direitos humanos durante o Apartheid. Sob o comando do Prêmio Nobel da Paz, o laureado Arcebispo Desmond Tutu, a comissão era responsável por examinar os atos cometidos entre Março de 1960, a data do massacre de Sharpeville, e 10 de Maio de 1994, o dia da estréia de Mandela como Presidente. De acordo com o princípio de "Ubuntu", o qual se empenha em criar harmonia entre todas as pessoas absolvendo transgressões ao invés de buscar desforra, a comissão fez uma série de interrogatórios por todo o país para ajudar a curar as feridas feitas pelo Apartheid. Os interrogatórios serviriam como um tribunal para aqueles que cometeram assassinato e tortura, durante o período do Apartheid, poderem se apresentar e confrontar suas vítimas. Ao falarem a verdade crua e expressarem seu arrependimento, a eles poderia ser concedida anistia, se eles pudessem provar que seus crimes tiveram motivações políticas - que eles estavam apenas cumprindo ordens. Langston Whitfield (Samuel L. Jackson, de "Pulp Fiction", "Tempo de matar", "Jackie Brown") é um jornalista do Whashington Post, enviado à África do Sul em 1995 para cobrir os interrogatórios da Comissão da Verdade e Reconciliação. Ele está temeroso com a viagem, já que ele não acredita no processo de reconciliação - achando que isto é uma forma dos perpetradores saírem impunes de seus crimes. Anna Malan (Juliette Binoche, de "Chocolate", "O paciente inglês" e a trilogia: liberdade, fraternidade e igualdade) é uma poetisa africânder cobrindo os interrogatórios para a rádio Sul Africana e para a NPR dos Estados Unidos. Anna está entusiasmada com o processo diante deles, tendo grande admiração por suas tradições nativas, e grande esperança em ver seu país curado. Sendo nomeados como membros da imprensa internacional juntos, Langston e Anna conhecem-se e, sentem imediatamente uma certa antipatia devido a seus pontos de vista opostos sobre os interrogatórios. À medida que o tempo passa, a experiência compartilhada de ouvir os testemunhos tocantes e penosos os aproxima. Enquanto isso, buscando um ângulo mais sensacional para sua história, Langston vai ao encalço do Coronel De Jager (Brendan Gleeson), o mais famigerado torturador da polícia sul-africana, e tenta penetrar na mente de um monstro. Inesperadamente, a experiência o força a enfrentar seus próprios demônios e o leva a descoberta da devastadora ligação entre Anna e os perpetradores da violência. Conforme Langston se sente cada vez mais atraído para dentro do mundo de Anna e sua paixão pelo seu país de nascimento, ambos são levados a questionar suas identidades. A que lugar eles pertencem? O quão responsáveis eles são pelo que aconteceu em nome de seus respectivos países?

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

I have a dream - 28 de Agosto de 1963

http://www.youtube.com/watch?v=PbUtL_0vAJk

"Eu Tenho Um Sonho" (título original em inglês: "I Have a Dream") é o nome popular dado ao histórico discurso público feito pelo activista político americano Dr. Martin Luther King, Jr., no qual falava da necessidade de união e coexistência harmoniosa entre negros e brancos no futuro. O discurso, realizado no dia 28 de Agosto de 1963 nos degraus do Lincoln Memorial em Washington, D.C. como parte da Marcha de Washington por Empregos e Liberdade, foi um momento decisivo na história do Movimento Americano pelos Direitos Civis. Feito em frente a uma plateia de mais de duzentas mil pessoas que apoiavam a causa, o discurso é considerado um dos maiores na história e foi eleito o melhor discurso americano do século XX numa pesquisa feita no ano de 1999 . De acordo com o congressista John Lewis, que também fez um discurso naquele mesmo dia como o presidente do Comité Estudantil da Não-Violência, "o Dr. King tinha o poder, a habilidade e a capacidade de transformar aqueles degraus no Lincoln Memorial em um púlpito moderno. Da maneira como o fez, ele conseguiu educar, inspirar e informar [não apenas] as pessoas que ali estavam, mas também pessoas em todo os EUA e as gerações vindouras.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

80 mil crianças do Malawi envenenadas com nicotina

Menores, alguns de apenas cinco anos, trabalham nas plantações de tabaco para tentar fugir à pobreza.

Imagine o consumo de 50 cigarros por dia. É esse o nível de envenenamento por nicotina que as crianças do Malawi, algumas só com cinco anos de idade, sofrem ao trabalhar nas plantações de tabaco deste país da África Austral.

A denúncia é feita por uma organização de defesa dos direitos das crianças, que acrescenta que 80 mil menores do Malawi não têm outra escolha a não ser trabalhar nos campos de tabaco para poder combater a fome e a pobreza. Chegam a trabalhar 12 horas, sem protecção, para ganhar menos de 15 cêntimos por dia. Dores de cabeça fortes, dores abdominais, fraqueza muscular e dificuldades respiratórias são alguns dos sintomas.

In DN On Line

Happy birthday Sir Sean Connery



Sean Connery faz 79 anos. Parabéns 007.

http://www.seanconnery.com/

Atonement - 2007

Baseado no best-seller do escritor britânico Ian McEwan, "Atonement" é um complexo filme, que aborda inúmeros temas, do poder da criatividade às histórias de horrores da 2ª Guerra Mundial, mas o maior tema retratado é, sem dúvida, o sentimento de culpa e o arrependimento. Este filme é uma adaptação fiel do livro, é dirigido por Joe Wright. Um filme embebido de uma visão tipicamente Britânica, conta com cenas a puxar o cômico – sarcástico e cenas de nível dramático que por vezes emocionam.

Excelente filme.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

30 Anos

30 anos é pouco tempo na vida de um homem. Mas num casamento é muito tempo. Especialmente nos tempos que correm, em que o divórcio já não é vergonha, é fácil e até é barato.
E ainda há aqueles casamentos de 30 anos em que não se divorciam por interesse, por preconceito, pela família?!.

Felizmente o meu, com altos e baixos como todos os casamentos, mas com muito mais altos do que baixos, mantém-se sólido, sem doenças crónicas.

O segredo? Não há segredo. Há muito bom senso, compreensão, amor, amizade, respeito pela diferença e erotismo.

domingo, 23 de agosto de 2009

sábado, 22 de agosto de 2009

A Mãe de Mia Couto e a minha Mãe


Acabei de ler E SE OBAMA FOSSE AFRICANO? E OUTRAS INTERINVENÇÕES.

E na página 199, Mia Couto conta um episódio por ele vivido, e por mim, também, em lugares diferentes e distantes, mas do mesmo continente.
E sua Mãe responde-lhe exactamente como a minha me respondeu.


Pág.199 e 206
Um dos meus momentos mais antigos é o seguinte: estou sentado, de braços estendidos, frente à minha mãe que vai enrolando um novelo de lã a partir de uma meada suspensa nos meus pulsos. Era eu menino, mas aquela tarefa era mais do que uma incumbência: eu estava dando corpo a um ritual antiquíssimo, como se houvesse antes de mim uma outra criança em cujos braços se enrolava o mesmo infinito fio de lã. Esta persistente lembrança, que eu saboreio como uma sombra eterna, é quase uma metáfora do trabalho da memória: um fio ténue, juntando-se a outros fios que se enroscam num redondo ventre.
...esse momento tão cheio de sossego tem outra versão. Se perguntarem à minha mãe ela dirá que aquilo era um inferno. É assim que ela me responde ainda hoje: “Tu não paravas quieto, queixavas-te que aquilo não era tarefa para um rapaz e eu tinha de te dar umas sapatadas para não ensarilharmos o novelo”.

Os Simpson tornam-se africanos


A família mais famosa de Springfield quer atingir o continente africano para isso vai mudar de cor, roupa e de costumes para irem para Angola, avançou o «Daily Mail».

O motivo da mudança é uma acção publicitária para o lançamento da série em Angola. Para estrear no continente africano, o criador dos Simpson, que faz sucesso há 20 anos, Matt Groening homenageou a cultura local vestindo Homer, Marge, Maggie, Bart e Lisa com roupas coloridas e até trancinhas no cabelo.

A casa e os costumes também ficam alterados. O gato deixa de existir e a mesa ao lado do sofá com o telefone foi substituída por grandes colunas, enquanto a cerveja «Duff» desaparece. Até o quadro decorativo é baseado na selva africana.

Uma agência publicitária angolana esteve encarregue da mudança dos Simpsons.

«Os Simpsons agora em Angola» é o slogan da campanha que antecede a antestreia da série no país.

F1: Exemplo de Frank Williams usado na prevenção em Angola

O exemplo de Frank Williams, paraplégico desde 1986 devido a um acidente de automóvel em França após uma sessão de testes de Fórmula 1, vai ser utilizado para convencer os angolanos da necessidade de conduzir segundo as normas de segurança.

A revelação foi feita à Agência Lusa pelo director-executivo da equipa Williams de Fórmula 1, Adam Parr, após ter sido anunciada a criação da Williams Foundation, uma fundação dedicada à prevenção rodoviária e educação, entre outros assuntos, que terá sede em Angola.

«Encontrei-me com o comissário da polícia quando estive em Luanda, há três semanas. Em Angola há um novo Código da Estrada desde Abril, mas fazer as pessoas pensarem nele e seguirem as regras é um grande desafio», disse Adam Parr.

Diário Digital / Lusa

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Da minha irmã - Poema "Encontro" - Para a nossa Mãe

Se a vires,
diz-lhe que invento
sítios onde a revejo,
episódios que reinvento,
linhas de rosto esbatidas,
do tempo de ampla visão.
Se a ouvires,
alberga as suas palavras,
memoriza-as tal e qual,
e trá-las até mim,
para que eu entenda,
a presença em ausência.
Se a abraçares,
repara na sua beleza,
no seu sorriso sereno,
na sua vontade de amar,
no seu quê de doçura,
na brandura do seu gesto.
E vem...
Traz o brilho do seu olhar,
para que eu o alcance,
e faça dele, o meu serenar.
maria eduarda

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Raul Solnado

Quando estamos de férias, só deviam acontecer coisas boas. A nós e a quem admiramos.
Mas não, a vida não pára. Nem a morte.
Morreu Raul Solnado.
Raul Solnado é eterno. Homem dos sete ofícios, fez teatro, cinema e televisão. Ele próprio foi um mundo e um enorme palco. Sempre quis ser actor, sempre gostou das pessoas. "Façam o favor de ser felizes", dizia.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

25 anos do cubo mágico

O cubo de Rubik (ou também chamado o cubo mágico) é um quebra-cabeça tridimensional, inventado pelo húngaro, Ernő Rubik em 1974. Originalmente foi chamado "o cubo Mágico" pelo seu inventor, mas o nome foi alterado pela Ideal Toys para cubo de Rubik. Neste mesmo ano, ganhou o prémio alemão do "Jogo do Ano" (Spiel des Jahres).
O Cubo de Rubik é um cubo geralmente confeccionado em plástico e possui várias versões, sendo a versão 3x3x3 a mais comum, composta por 54 faces e 6 cores diferentes, com arestas de aproximadamente 5,5 cm. Outras versões menos conhecidas são a 2x2x2, 4x4x4 e a 5x5x5.
É considerado um dos brinquedos mais populares do mundo, atingindo um total de 900 milhões de unidades vendidas, bem como suas diferentes imitações.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre
NUNCA CONSEGUI TERMINÁ-LO.

Ouro Olímpico de Carlos Lopes foi há 25 anos

Há 25 anos, o dia 12 de Agosto (madrugada do dia 13, em Lisboa), entrava para a história do Desporto português como a data da primeira medalha de ouro em Jogos Olímpicos, um feito que só mais três igualaram: Rosa Mota, Fernanda Ribeiro e Nélson Évora.
Carlos Lopes saiu do Estádio Olímpico de Montreal, nos Jogos Olímpicos de 1976, com a medalha de prata na prova dos 10.000 metros, perdendo nos metros finais para o finlandês Lasse Viren. "Essa derrota ensinou-me imenso, deu-me outras garantias para o futuro, tirei proveito dela. Vencido mas não convencido, e ainda hoje não estou convencido", recorda o ex-atleta.
Prometeu voltar. Não o fez em Moscovo'80, por lesão, mas em 1984, em Los Angeles, ganhou a maratona de forma fantástica, com grande avanço.
"Oito anos depois consegui ser medalha de ouro olímpico, mas entretanto fiz uma 'travessia no deserto', por causa das lesões nos tendões de Aquiles, quando me deram quase como com a carreira terminada", relembra o primeiro campeão português, que entre 1978 e 1982 praticamente não correu a alto nível, por sucessivas lesões.
"Eu era uma pessoa de convicções e sabia que não era ali que acabava. Valeu a pena esperar três anos para retomar a minha actividade e aquilo que gostava de fazer", recorda.
Na tradicional despedida da missão olímpica em São Bento, dias antes de partir para Los Angeles, Carlos Lopes mantinha o bom humor e a descontracção proverbial, mesmo perante uma figura como Mário Soares.
Depois dos cumprimentos e já nas despedidas, perguntou ao líder do executivo de então: "Se eu ganhar uma medalha, não tenho direito a um churrascozinho de cabrito, aqui no vosso quintal?", apontando para o jardim de São Bento.
Carlos Lopes recorda a resposta de Mário Soares: "Você tem uma lata do caneco, mas olhe... traga lá a medalha que não é um cabrito, é um boi". Promessa feita e promessa cumprida, após o regresso triunfal de Los Angeles.
In Jornal de Notícias On Line - 12-08-2009

Afinal, Schumacher já não volta

O piloto alemão Michael Schumacher, sete vezes campeão do Mundo, já não poderá regressar às pistas de Fórmula 1, como chegou a ser noticiado.De acordo com a página na internet do piloto, um problema de saúde, mais concretamente no pescoço, impede-o de substituir o brasileiro Felipe Massa na Ferrari.
“Ontem à tarde (domingo), tive de informar Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, e Stefano Domenicali, director da equipa, que, infelizmente, não sou capaz de substituir Felipe Massa”, revela Schumacher.
“Tentámos por todos os meios tornar possível o meu regresso, mas nada funcionou. Infelizmente, continuaram as dores que senti no pescoço após o primeiro dia de treinos privados, e não foi possível debelar as dores nem com medicina nem com terapia”, acrescenta o piloto.
Face à impossibilidade de Schumacher substituir Felipe Massa, que está a recuperar de um grave acidente sofrido no Grande Prémio da Hungria, a Ferrari decidiu chamar o italiano Luca Badoer, piloto de testes da ‘escuderia’ transalpina.

Condutores de Ligeiros passam a ter Habilitação para Condução de Motociclos da Subcategoria A1

A Lei n.º 78/2009 vem permitir “o averbamento da habilitação legal para a condução de veículos da categoria A1 à Carta de Condução que habilita legalmente para a condução de veículos da categoria B”. Desta forma, os titulares de Carta de Condução válida para veículos da categoria B passam a considerar-se também habilitados para a condução de motociclos de cilindrada não superior a 125 cm3.
Esta disposição aplica-se a todos os titulares de Carta de Condução válida para a categoria B com idade igual ou superior a 25 anos ou titulares de habilitação legal válida para a condução de ciclomotores. Caso não cumpram nenhuma destas condições, estão sujeitos à realização e aprovação em exame prático, sendo facultativa a instrução adicional em escola de condução.
A presente Lei entrou em vigor dia 14 de Agosto e, no prazo de 30 dias, o Governo regulamentará os requisitos técnicos do exame referido.